Nosso Blog

Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais – 24 de abril

No Brasil temos apenas uma língua tida como oficial: a Língua Portuguesa. Porém, temos várias línguas não-oficiais, como Guarani, Carajá, Tupi – línguas indígenas. Além delas, temos também as línguas de sinais, como a Língua Brasileira de Sinais e a Língua de Sinais Ka’apor Brasileira. Essas últimas, são usadas majoritariamente pela população surda.

A população surda é de aproximadamente 10 milhões no Brasil. Desde o ano de 2002, a Lei 10.436 reconheceu a LIBRAS como meio legal de comunicação e expressão da comunidade surda. Isso significa, entre outras coisas que, apesar de todos os documentos de registro no Brasil serem em português, os surdos tem o direito de aprender a LIBRAS e usá-la como meio de comunicação nos espaços, seja escola, hospital, faculdade, supermercados, bancos, igreja etc.

LIBRAS é uma língua, o que significa que tem sua própria estrutura gramatical. Nela, expressões faciais são importantes, por exemplo. Também, existem gírias e variantes regionais. Além disso, faz parte de uma cultura, a cultura surda. Aprender LIBRAS é assim, uma forma de conhecer um povo dentro de outro povo, os surdos brasileiros.

 

Por que essa data?

O Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais é comemorado em 24 de abril porque foi nessa data, no ano de 2002, que a Lei 10.436 reconheceu a Língua Brasileira de Sinais como meio legal de comunicação e expressão.

 

Motivos de oração:

  1. Para que a igreja brasileira entenda a importância de acolher as pessoas surdas e suas famílias;
  2. Para que as nossas igrejas sejam espaços de serviço e desenvolvimento da fé dessas pessoas;
  3. Para que se produzam materiais cristãos voltados a este público;
  4. Para que as nossas igrejas e nossas organizações missionárias estejam preparadas para receber essas pessoas e contribuir em seu desenvolvimento social e espiritual.

 

Links para mais informações:

Instituto Nacional de Educação de Surdos

Línguas do Brasil

Um Brasil de 154 línguas

Língua de Sinais Ka’apor Brasileira

Curtiu o conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe o seu comentário