Nosso Blog

Conceito Equilibrado – Reunião de Oração 20/04/2021

Reflita conosco com a devocional dada pela Katsue Takeda na reunião de oração da equipe realizada no dia 20/04/2021.

"Pois pela graça que me foi dada digo a todos vocês: ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, pelo contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu."
Romanos 12.3 (Nova Versão Internacional)

Tem dois públicos que podemos direcionar esse versículo: Um deles são aqueles que tem um conceito mais elevado de si mesmos. Essas pessoas, dentro do contexto do Vocare, no qual trabalhamos tanto a unidade, ou o Espírito Santo trabalha esse aspecto no coração da pessoa, ou ela começa a não se sentir bem e acaba saindo de nosso meio. Temos também aqueles que tem um conceito equilibrado de si mesmos, que reconhecem seus dons e talentos. Estes sabem que tem suas falhas e erros também, mas não são paralisados pelo medo de fazer o que Deus está pedindo.

Quando temos esse conceito equilibrado de nós mesmos, nos colocamos mais à disposição de Deus. Mesmo sabendo que não iremos dar conta de tudo, iremos crer que, como somos “de muitos, Um”, podemos confiar que, se o Senhor nos chamou a fazer algo, Ele vai enviar outras pessoas, com dons complementares, para fazer acontecer. Temos exemplos, dentro do nosso contexto de equipe Vocare, de pessoas que sabem o que Deus as chamaram para fazer e continuam fazendo mesmo sem feedback, sem incentivo ou sem elogio. Isso é muito legal!

Há ainda um terceiro e último público que temos baseados no versículo: São aqueles que não tem um conceito nem elevado e nem equilibrado de si mesmos, mas possuem um conceito abaixo do que são. Essas pessoas não exercem a fé que tem em Cristo Jesus para ter um autoconceito. Às vezes confundimos isso com humildade, mas não é. Humildade é termos um conceito equilibrado de nós mesmos. Se achamos que humildade é afirmarmos que não temos dons e não somos capazes de cumprir a vocação que Deus nos chama a fazer, estamos dizendo a Deus que Ele nos fez de forma errada, que Ele não nos fez de maneira maravilhosa e assombrosa demais, que Ele não está comigo desde o ventre da minha mãe e o Seu Espírito Santo não tem poder sobre a minha vida.

No Vocare, nós temos coragem para inovar. Inovar não é fácil e por isso requer coragem. Para exercer nossos dons e colocarmos nossa vocação em prática também precisamos de coragem. O bom de trabalharmos em um movimento liderado pelo Espírito Santo é que, se é o Espírito que está nos conduzindo, que nos forma “de muitos, Um”, e que usa seu corpo na diversidade de Dons e se o que estou pensando é algo que vem Dele, vai acontecer!

Por isso, perseverem no que Deus tem falado com vocês, comecem novas iniciativas, experimentem suas vocações, tenham coragem para inovar, tenham um conceito equilibrado de si mesmos. Se Deus tem falado conosco, precisamos abençoar o corpo. Que Deus continue a nos guiar e orientar.

Curtiu o conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe o seu comentário